sábado, 29 de maio de 2010

uns dias em Abu Dhabi

Contraste.

By night

Hotel Sheraton

A avenida do primeiro Presidente dos EAU

Lado interior da Corniche-do outro lado é o mar

"Baixa" de Abu Dhabi

Jardins do Clube dos Oficiais
É "pra" parar.

Dizem que é a segunda maior mesquita. É de cortar o fôlego pela sua serena beleza.

Interior de um shopping

Eles lá dentro, elas cá fora

Sem comentários

Entrada para o clube dos oficiais

Como se costuma dizer, fui num pé e voltei noutro, a Abu Dhabi. Em serviço. Mas, ainda assim, tive oportunidade de verificar várias coisas em relaçao aos Emiratos Árabes Unidos, especialmente em relação ao Abu Dhabi e ao Dubai. São árabes, são muçulmanos, têm costumes diferentes dos nossos, mas são afáveis, hospitaleiros. Intriga a imensa população estrangeira trabalhadora - paquistaneses, muitos, indianos, sri lanca - são os trabalhadores-emigrantes que estão em todo o lado desde os hotéis, aos restaurantes, até às obras. Dizem que os locais, os senhores árabes, não trabalham, que têm muito dinheiro para pagar a quem trabalhe por eles. A verdade é que naqueles territórios, é tudo bem feito, com bom gosto e tudo funciona, desde o elevador à Internet. Os táxis são imaculadamente limpos e os motoristas, paquistaneses, vestem um uniforme e o taxímetro é um écran electrónico onde está a foto nome e nº do taxista, e a tarifa. A factura é tirada de uma máquina portátil como aquela em que se faz o pagamento nos restaurantes com o cartão.














Não há sujidade nas ruas e não há ressaltos nas avenidas, os carros, ali, nem precisam de molas.













Abu Dhabi é uma grande cidade, plana, conquistada ao deserto e ao mar do golfo, bem desenhada, fácil de aprender rápidamente. Tem uma longa avenida marginal La Corniche, repleta de parques de piqueniques, tudo ali é arrelvado, tudo é verde. Ainda bem porque o calor lá é....pesado, a rondar os 40 e a ir até aos 50.













Do que vi daquela sociedade, bem pouco, deu, contudo, para perceber que os homens não se misturam com as mulheres nos lugares públicos. Na piscina do hotel havia uma hora para as mulheres e outra para os homens. Nos cafés, nos belos centros comerciais, elas sentam-se num lado, eles no outro. Só os casados andam juntos e até de mãos dadas. Elas, as jovens, vestem como qualquer jovem do mundo mas, muitas, fazem gala em usar aquela longa túnica preta e o lenço. Algumas tapam a cara toda com o véu.













Abu Dhabi é uma bela cidade onde se pode viver.













Apreciem as fotos que aqui deixo.

1 comentário:

Higorca Gomez Carrasco disse...

¡¡Que maravilla!! José estuvo hace años decorando un palacio de un Jeque, pero ahora todo ha cambiado, es una maravilla.
Abrazos

Counter II

Counter