terça-feira, 9 de outubro de 2007

Adeus Companheiro

Tive o privilégio de trabalhar contigo, de rir contigo, de gozar contigo, de apreciar a boa mesa contigo e falarmos de tudo e de nada sabendo que o relógio estava em contagem regressiva. Nunca te ouvi um queixume sobre o teu estado de saúde mas ouvi-te alguns sobre ingratidões e injustiças em que a nossa RTP é pródiga.
E, agora? A nossa tertúlia dos Virgens da RTP ?

na foto Raúl Durão num jantar de antigos da RTP

3 comentários:

kambuta disse...

Helder, foi para outra dimensão um bom homem e um grande jornalista. Os meus sentimentos à familia.

Isabela disse...

Gostava muito dele. AS televisões e o jornalismo em geral, enfim, não quero ser injusta, mas...

Helder de Sousa disse...

Isabela, obrigado pela tua (se me é permitido te tutoier)intervenção. O Raul, para lá de todas as qualidades que lhe conhecia tinha uma que me causava profunda inveja profissional: era a sua capacidade de improviso, de "encher chouriços" (para usar a giria) quando era preciso ganhar tempo para resolver qualquer situação técnica.

Counter II

Counter